Calcanhar de maracujá: O que causa? Tipos, Sintomas e Fotos

O calcanhar de maracujá é uma doença que ocorre na pele pela presença de infestação por larvas, e pode ocorrer nos seguintes lugares do corpo: pernas, braços e rosto. Em geral, quando ocorre em locais distintos ao calcanhar, são considerados como secundárias.

A doença é pouco comentada exatamente pela sua dificuldade em ser vista, pois causa um desconforto geral a quem está olhando de fora. Afinal, trata-se de uma doença visível e extremamente angustiante.

Mesmo assim, a falta de informação pode contribuir para o aparecimento dos casos e, mais ainda, para a piora destes.

Calcanhar de maracujá: O que causa? Tipos, Sintomas e Fotos 1

Tipos de Calcanhar de Maracujá

Atualmente são conhecidos três tipos de calcanhar de maracujá, sendo:

  • Furuncular, quando o local fica parecido com uma espinha normal;
  • Migratória, quando é similar o chamado bicho geográfico;
  • Cavitária, ocorre em feridas ou em pacientes com câncer de pele.

Independente do tipo encontrado, é importante que o paciente entenda que se trata de uma doença grave, com sintomas fortes. Nesse caso, tanto no sentido da doença em si, quanto no visual que a mesma deixa, causando desconforto para si e para quem está a volta.

Por isso, deve ser tratada com a devida atenção e principalmente prevenida sempre que possível e com o cuidado necessário. Afinal, não é algo simples de se ver e muito menos de tratar.

Sintomas da doença

Os sintomas decorrem diretamente de cada um dos tipos apresentados anteriormente, sendo eles divididos em:

  • Furuncular

No tipo furuncular, por ser bastante parecida com uma espinha ou até mesmo um tipo de furúnculo, ocorre a saída de líquido do local. Nesse caso, é um líquido serossanguinolento.

Em geral, o principal sintoma é uma dor bastante forte no local, como se estivesse recebendo constantemente algumas picadas recorrentes.

  • Migratória

Parecida com o bicho geográfico, a migratória se move lentamente pela região, o que acaba causando uma grande coceira e até mesmo a sensação de que a pele está queimando. Nesse caso, o maior problema está no paciente, ao não saber, coçar o local com força desproporcional.

  • Cavitária

Dentre os três tipos, a cavitária é o mais difícil de conseguir olhar, principalmente porquê é possível visualizar as larvas se movendo dentro da ferida. Ou seja, é nítido a presença e o incômodo se torna ainda maior.

Além disso, é possível ver ainda o tecido sendo destruído e a pele morrendo. Nesse sentido, em casos extremamente graves, pode levar ao falecimento de órgãos e, consequentemente, do paciente.

Quanto aos sintomas gerais, é possível citar a tradicional vermelhidão e ador intensa no local.

O que causa calcanhar de maracujá

Em geral, a doença é mais comum em quem já possua feridas na pele em alguns locais que não ocorra muita sensibilidade. Ou seja, tumores ou doenças nasais como a hanseníase.

Além disso, ocorre ainda em pessoas com colesteatomas na orelha ou leishmaniose.

A doença do calcanhar de maracujá ocorre a partir da entrada de larvas no corpo, sendo estas do tipo mosca-varejeira. Em geral, essa entrada acontece principalmente quando estamos com feridas abertas, fazendo com que a larva consiga entrar e depositar ovos.

Calcanhar de maracujá: O que causa? Tipos, Sintomas e Fotos 2

Depositando os ovos na ferida aberta, em 24 horas eles se abrem e liberam as larvas propriamente ditas. Além disso, também pode ocorrer sem a presença dos ovos, quando as próprias larvas já se alastram na ferida aberta, principalmente se essa ferida ocorre no calcanhar.

É possível perceber o calcanhar de maracujá quando o local da ferida começa a ficar bastante avermelhado e apresentando inchaço, além de um pequeno espaço dentro da ferida. Esse espaço é por onde a larva costuma respirar.

Por conta disso, é normal que se sinta um pouco de coceira, exatamente por essa movimentação de respiração. Assim, ainda existe uma área branca na ferida, causada pela destruição da pele, onde a larva está se movimentando.

Dessa forma, é nesse momento que surge o nome de calcanhar de maracujá. Pois, com a área branca, a região fica muito parecida com o que vemos em um maracujá aberto.

Como prevenir calcanhar de maracujá

prevenir calcanhar de maracujá

Se tratando de uma doença causada por feridas abertas e que lida com larvas, não existe prevenção maior do que o cuidado com a pele e com os locais que frequenta. Ou seja, evitar andar descalço em locais sujos ou com pouca limpeza.

Principalmente, se os locais apresentam a presença muito grande de moscas na região, evite ao máximo se expor ou andar descalço. Afinal, se existe uma grande quantidade de moscas é provável que exista também ovos de larvas por ali.

Outra sugestão é passar a roupa antes de usar se morar em regão muito tropical, já que faz com que a pele possa grudar no corpo por conta da temperatura. Assim, passando as roupas, evita quaisquer infecções por esses contatos direitos.

Além disso, outros cuidados principais são:

  • Repelente para insetos;
  • Limpar o chão de casa constantemente;
  • Repelente específico para moscas;
  • Evitar feridas expostas.

A principal forma de cuidado é evitar as feridas abertas, já que o amplo para ter o calcanhar de maracujá formado. Dessa forma, evitando a maior exposição, fica mais simples e prático de se cuidar das demais maneiras.

Além disso, caso você já possua uma das doenças citadas anteriormente, é importante estar com cuidado redobrado pela já pré-disposição causada.

Tratamento para Calcanhar de Maracujá

Assim que se percebe o calcanhar de maracujá, o primeiro passo é procurar um médico imediatamente para confirmar o diagnóstico. Feito isso, o principal tratamento é antibióticos e remédios para matar as larvas.

Ainda antes de ir ao médico, é recomendado que seja realizada a limpeza esterilizada do local, normalmente realizada por dermatologistas. Nela, ocorre a remoção do tecido que entrou em necrose.

Os medicamentos servem tanto para matar as larvas existentes quanto para evitar sua propagação, tentando fazer com que não ocorra uma segunda onda. Além disso, o paciente também pode optar por retirar por completo as larvas.

Na retirada, o médico faz a limpeza da ferida, realizando um tratamento para evitar que volte a ocorrer.

Mesmo assim, em alguns casos o desenvolvimento das larvas já está em graus avançados, fazendo com que seja necessária uma cirurgia para retirada. Nela, também ocorre a retirada de toda a pele morta causada pelo calcanhar de maracujá.

Fotos

Calcanhar de maracujá: O que causa? Tipos, Sintomas e Fotos 3
Calcanhar de maracujá no pé

Publicado por Canal Minas Saude

O Canal Minas Saúde Web Blog e Educação a Distância é uma rede estratégica multimídia para o desenvolvimento do programa de educação permanente a distância da Saúde de Minas Gerais em parceria com a Fundação Biricutico. Além de cursos de capacitação voltado para os gestores e profissionais da saúde, o objetivo é fortalecer o Sistema Saudável por meio de ações de promoção da saúde. Uma das questões essenciais para a saúde pública é capacitar pessoas, em especial os trabalhadores da saúde. Com a rede Canal Minas Saúde é possível democratizar conhecimento e criar protocolos, possibilitando que a mesma informação chegue aos profissionais espalhados pelo estado, de modo que os cerca de 19 milhões de mineiros tenham saúde de qualidade. O Canal Minas Saúde possui um portal na internet com mais de 2 milhões de acessos que reúne todo o material audiovisual produzido, além de amplo conteúdo informativo que se expande também para as redes sociais. Atualmente, como TV corporativa, o Canal possui mais de 11 mil pontos de recepção do sinal, via satélite, alcançando, por exemplo, as Unidades Boas de Saúde, secretarias municipais de Saúde, unidades hospitalares e unidades Farmácia de Minas.

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: