Aplicação de enzimas é perigoso? Como é feito e quais locais?

A gordura localizada é um problema comum principalmente entre mulheres. Por isso, cada vez mais surgem tratamentos para tentar combatê-la. Entre eles, temos a chamada aplicação de enzimas.

Normalmente, essa é a primeira ação que se realiza na busca pela redução da gordura, até por ser menos invasiva que cirurgias ou procedimentos estéticos, como por exemplo a Abdominoplastia. Mesmo assim, acaba não sendo muito bem divulgado alguns detalhes sobre as enzimas.

Por conta disso, no artigo de hoje vamos falar tudo sobre a aplicação de enzimas, como funciona, quais as regiões de aplicação e para quem é indicado. Nesse caso, é possível saber se seu perfil se adequa, para posterior avaliação médica da possibilidade.

Lembrando que apesar de não ser um tratamento cirúrgico, ainda está diretamente ligado a saúde, sendo de caráter primordial o acompanhamento médico desde o início.

O que é a aplicação de enzimas?

Aplicação de enzimas

De maneira geral, as enzimas podem ser entendidas como substâncias de caráter orgânico, que sofrem reações diferentes dentro do organismo. Além disso, essas substâncias são produzidas pelo próprio corpo.

Cada uma delas atua com uma função específica, como por exemplo a liberação de gordura do tecido adiposo. Por outro lado, também atuam na produção constante de colágeno.

Pensando nisso, naturalmente já é possível identificar o objetivo da aplicação de enzimas, que nada mais é do que colocar essas substâncias diretamente onde se deseja. Com isso, a atuação de liberação de gordura é direcionada.

Existe ainda uma aplicação intradérmica, onde a prática passa a ser chamada de mesoterapia. Nesse caso, a aplicação é feita usando agulhas com uma espessura muito fina.

É importante ressaltar que a aplicação de enzimas por si só não é capaz de fazer milagres. Afinal, o que ocorre é apenas uma quebra das moléculas de gordura, ou seja, o corpo em si não vai retirar de lá, porém é muito utilizada para perder barriga.

Para que ocorra essa liberação, é importante que a aplicação seja acompanhada de exercícios físicos e uma alimentação equilibrada, de modo que favoreça o bom funcionamento do organismo.

Como funciona a aplicação de enzimas?

Aplicação de enzimas na barriga

Anteriormente, falamos sobre a aplicação de enzimas ocorrer por meio de agulhas finas, mas existe muito mais por trás dessa aplicação. Normalmente, as enzimas vem a partir de uma combinação de 4 a 6 elementos finais.

Ou seja, funciona como uma grande combinação de substâncias que de alguma forma contribuem entre si para eliminar a gordura localizada. Em geral, ocorrem duas aplicações diferentes, sendo a intramuscular a focada em perder peso.

Na intramuscular, a aplicação ocorre nos glúteos, e tudo deve ser devidamente acompanhado por médicos especializados. Ocorre que, normalmente, são realizadas primeiro 3 enzimas como um teste.

Esse teste dura de 2 a 7 dias, para que o corpo possa reagir e possa ser obtido um resultado de análise de comportamento. Dessa forma, caso seja dado como positivo e de fato a gordura seja queimada, o procedimento é realizado.

É claro que a combinação das enzimas é feita de maneira individual, deixando quase improvável que se tenham combinações iguais. Afinal, depende de fatores como idade, dieta e rotinas de exercícios.

Nesse sentido, mesmo que as combinações sejam diferentes, o teste se mantém igual, pois seus resultados não vão variar. Caso funcione, funcionará independente da combinação usada.

Da mesma forma, caso não se mostre efetivo, também será sinalizado.

Recomendações pós procedimento

Aplicação de enzimas é perigoso? Como é feito e quais locais? 1

Apesar da aplicação de enzimas não ser um tratamento ou um procedimento complexo, é interessante que se tome alguns cuidados. Querendo ou não, ainda é um tratamento de saúde e de alterações no organismo.

Pensando nisso, a rotina em si não muda em muita coisa, sendo recomendado apenas que se evite o sol nas primeiras semanas. Além disso, outra alteração necessária está no cardápio, com alimentação.

Pelo menos um dia após o procedimento, o ideal é que se evite frutos do mar ou derivados de porco. Nesse caso, a recomendação deve ser seguida tanto no pré quanto no pós.

Por ser um procedimento simples, não há de fato contraindicações que precisem ser sinalizadas. No entanto, apenas para segurança, alguns grupos já conhecidos como gestantes e pessoas com obesidade não são indicadas.

Em geral, evita-se também quando a paciente possui algum tipo de alergia com os elementos usados nas enzimas. Por exemplo, camarão é um dos componentes encontrados, sendo necessário que exista essa análise prévia.

Escolha dos lugares das aplicações de enzimas

Aplicação de enzimas é perigoso? Como é feito e quais locais? 2

Quando falamos de um procedimento que pode ser aplicado em diversos lugares, como é o caso da aplicação de enzimas, é natural surgirem dúvidas sobre essa escolha. Em geral, o ideal é que seja feita primeiro a avaliação médica, para fins de descobrir os locais mais propícios.

Normalmente, os lugares mais escolhidos para a aplicação de enzimas, são:

  • Abdômen;
  • Flancos;
  • Braços;
  • Costas;
  • Interno das coxas;
  • Culote.

Ou seja, normalmente são os locais onde ocorre maior concentração de gordura, justificando a busca por essas regiões. Além disso, é importante ressaltar que, por mais que a grande maioria dos adeptos sejam mulheres, homens também realizam esse procedimento.

Já para aplicação da chamada pró-firm, enzima que atua no combate a flacidez do corpo, as partes onde mais ocorrem aplicações são:

  • Interno das coxas;
  • Abdômen;
  • Glúteo;
  • Antebraço.

O antebraço é bastante procurado principalmente na região onde a pele mais flácida fica evidente ao dar “tchau” usando as mãos. Nesse caso, é bastante procurado principalmente por mulheres.

Por fim, as enzimas de pró-cell são aquelas usadas para tratamento de celulites, aumentando a circulação sanguínea na região e diminuindo a criação de edemas. Para esse tipo de enzima, as principais regiões são:

  • Externo das coxas;
  • Interno das coxas;
  • Glúteos.

Esse estilo de enzima já é mais buscado tanto por homens quanto por mulheres, já que é um tratamento mais discreto e que os resultados costumam ser bastante natural.

Além disso, independente do tipo de enzima ou do local escolhido, o ideal é que o acompanhamento médico seja constante na aplicação de enzimas e principalmente de maneira prévia ao procedimento. Pois, de maneira geral, mesmo sem contraindicação ainda se trata de uma intervenção na pele.

Esse artigo te ajudou? Deixe seu voto!

0 0

Obrigado pelo seu voto!

Desculpe, mas você ja votou!

Publicado por Canal Minas Saude

O Canal Minas Saúde Web Blog e Educação a Distância é uma rede estratégica multimídia para o desenvolvimento do programa de educação permanente a distância da Saúde de Minas Gerais em parceria com a Fundação Biricutico. Além de cursos de capacitação voltado para os gestores e profissionais da saúde, o objetivo é fortalecer o Sistema Saudável por meio de ações de promoção da saúde. Uma das questões essenciais para a saúde pública é capacitar pessoas, em especial os trabalhadores da saúde. Com a rede Canal Minas Saúde é possível democratizar conhecimento e criar protocolos, possibilitando que a mesma informação chegue aos profissionais espalhados pelo estado, de modo que os cerca de 19 milhões de mineiros tenham saúde de qualidade. O Canal Minas Saúde possui um portal na internet com mais de 2 milhões de acessos que reúne todo o material audiovisual produzido, além de amplo conteúdo informativo que se expande também para as redes sociais. Atualmente, como TV corporativa, o Canal possui mais de 11 mil pontos de recepção do sinal, via satélite, alcançando, por exemplo, as Unidades Boas de Saúde, secretarias municipais de Saúde, unidades hospitalares e unidades Farmácia de Minas.

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: